Quem Somos

Diretoria

Estatuto

Notícias

Dia a dia Afago

Seus Direitos

Cultura

Recordando o BB

Galeria de Fotos

Aniversariantes

Projetos

Associe-se

Convênios

Jornal da AFAGO

Fale Conosco

Página Principal

 
 
Nº de Visitas:
 

 
 
INSS: pente fino em benefícios 

 O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai revisar 1,7 milhão de benefícios previdenciários em todo o país, incluindo aposentadorias, pensões e auxílios. Nessa semana, a autarquia começou a notificar os segurados que precisam atualizar a documentação que embasou a concessão dos benefícios. Após o recebimento da notificação, o beneficiário terá 60 dias para enviar os documentos necessários, sob pena de ter os valores suspensos, ou mesmo bloqueados.

De acordo com informações do INSS, apenas no Distrito Federal serão 20.928 cartas de notificação. O pente-fino tem como base a Lei nº 13.846/2019, que permite ao órgão manter um programa permanente de revisão dos benefícios.


Para enviar a documentação, o segurado precisa do login e da senha do Meu INSS, que pode ser acessado pelo site ou pelo aplicativo. Estabelecido o acesso, é preciso solicitar o serviço de Atualização de Dados de Benefício e anexar cópia digitalizada dos documentos solicitados — CPF, RG, certidão de nascimento ou casamento, Título de Eleitor, Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). Se não for possível atualizar a documentação on-line, é preciso agendar o cumprimento das exigências em uma agência do INSS, por meio do número 135.


“Uma vez que a Previdência identifica alguma coisa errada, ela dá prazo para o segurado apresentar defesa ou entregar a documentação”, informa Déborah Gontijo, advogada especialista em direito previdenciário do Kolbe Advogados Associados. “Se for verificado que o pagamento está correto, o segurado tem o direito de receber pelo período que benefício ficou suspenso”, afirmou.


“Quando chega a ponto de o benefício ser bloqueado, é que foi verificada a irregularidade ou não foi apresentada defesa”, acrescenta Déborah. “Nesse caso, o beneficiário não tem mais como apresentar nenhum documento, e ele não vai mais receber”, diz a especialista. “Será preciso recorrer à Justiça para tentar receber o valor retroativo.”

Auxílio-doença
Portaria conjunta da Secretaria de Previdência do Ministério da Economia e do INSS), publicada ontem no Diário Oficial da União permite aos segurados que receberam a antecipação do auxílio por incapacidade temporária — antes chamado de auxílio-doença — a terem esse benefício reconhecido em definitivo.


O documento também prevê que, quem teve o adiantamento do auxílio no valor de até um salário mínimo, mas teria direito a montante maior, pode receber a diferença sem precisar fazer um novo requerimento.


A medida abrange antecipações em que o afastamento do trabalhador tenha se encerrado até 2 de julho. A previsão é de que o pagamento ocorra em outubro. A apuração dos valores é feita pela Dataprev. De acordo com portaria publicada em abril deste ano, enquanto durar o regime de plantão reduzido de atendimento nas agências da Previdência Social, “os requerimentos de auxílio-doença poderão ser instruídos com atestado médico”, sem necessidade de perícia.


O advogado Guilherme Cavalcante Neri de Souza, do Campos Cavalcante & Vilela Advogados Associados, explicou que o segurado precisa ter os documentos médicos (atestados) comprovando a enfermidade que o deixa incapaz para o trabalho. “É preciso verificar se no laudo médico consta o período da incapacidade”, alerta. Do contrário, o INSS poderá indeferir o requerimento.

 
 

08/09/2020 - INSS 
 

CASSI quer responder suas dúvidas 16 de setembro de 2020
21/09/2020 - CASSI
CASSI assina termo de ajuste de conduta com a ANS
21/09/2020 - CASSI
Dando continuidade às ações da Semana Brasil, BB mantém série de ofertas ativas
21/09/2020 - Banco do Brasil
INSS: pente fino em benefícios
08/09/2020 - INSS
Reforma administrativa: como o mercado reagiu à retomada da agenda reformista
03/09/2020 - Gazeta do Povo
Solicite sua autorização à CASSI com antecedência
03/09/2020 - CASSI
O que está por trás da venda de títulos de créditos do Banco do Brasil para o BTG?
03/09/2020 - Brasil de Fato
Cassi começa pesquisa de satisfação com os associados
19/08/2020 - CASSI
Crise da covid-19 gera record de depósitos Ainda que a Caixa Econômica F
19/08/2020 - ANABB
INSS amplia serviço alternativo para receber documentação de segurados
13/08/2020 - Radio Agencia Nacional
Debandada no ministério
13/08/2020 - Correio Braziliense
ORIENTAÇÕES PARA APOSENTADOS E PENSIONISTAS - PAS
10/08/2020
PIX é um sistema que permitirá a transferência de recursos 24 horas por dia, sete dias por semana.
24/07/2020 - Estadão
Desde março, tudo mudou: o banco colocou 32 mil trabalhadores para trabalhar de casa
13/07/2020 - Agencia Estado
Uso de canais online dos bancos dispara com pandemia e antecipa digitalização
03/07/2020 - ANABB
Petrobras manterá metade do pessoal administrativo em home office permanente
19/06/2020 - ANABB
Câmara aprova medida que permite antecipar férias individuais e adiar depósitos do FGTS
19/06/2020 - ANABB
Aposentadorias e pensões do Previ Futuro têm reajuste
19/06/2020 - PREVI
Pandemia impacta resultados do 1º trimestre da Previ
19/05/2020 - ANABB
TCU identifica irregularidades em venda de subsidiárias
19/05/2020 - ANABB
 
<<   <
>   >>    1738/1738 Registro