Quem Somos

Diretoria

Estatuto

Notícias

Dia a dia Afago

Seus Direitos

Cultura

Recordando o BB

Galeria de Fotos

Aniversariantes

Projetos

Associe-se

Convênios

Jornal da AFAGO

Fale Conosco

Página Principal

 
 
Nº de Visitas:
 

 
 
Estatal dispara e Ibovespa recupera os 81 mil pontos 

 

Crescimento de Bolsonaro reforça demanda por "kit eleição"

 Com o crescimento das chances de vitória de uma chapa de direita no Brasil na eleição presidencial, as estatais voltaram a se destacar na bolsa. O chamado "kit eleição", grupo de ativos mais sensível ao noticiário eleitoral e que vinha sofrendo com a cautela do investidor, garantiu o avanço do Ibovespa aos maiores níveis em quase cinco meses.

 Para especialistas, ações de empresas estatais e de companhias que atuam em setores regulados, como o elétrico, são particularmente sensíveis ao desfecho das eleições, dada a percepção de que o novo governo terá influência direta no futuro dessas empresas. Papéis de companhias mais expostas à dinâmica econômica local, como varejistas, e de liquidez elevada, como bancos, também responderam com bastante intensidade às perspectivas políticas.

 A maior alta do Ibovespa ontem foi da ação ordinária (ON) da Eletrobras, de 11,45%, enquanto a preferencial classe B (PNB) subiu 9,96%. Entre os bancos, a ON do Banco do Brasil valorizou 8,62%, enquanto Petrobras PN teve alta de 6,95%; Petrobras ON ganhou 6,45%. Só três companhias fecharam ontem em queda no Ibovespa: Ambev (0,98%), Fibria (1,93%) e Suzano (3,75%). Mesmo a Embraer, que também é uma empresa com receitas atreladas ao dólar, reagiu bem ao Ibope: a ação da fabricante de aeronaves subiu 2,18%, confiante de que a chapa de Bolsonaro, que tem um discurso pró-privatização, prossiga com o processo de combinação com a Boeing.

 Em termos de giro, Petrobras PN teve a maior movimentação, com R$ 2,85 bilhões. Somados, os volumes negociados dos 12 papéis do "kit eleição" representaram quase metade do volume total do Ibovespa, que teve ontem um dos maiores montantes negociados do ano, de R$ 13,97 bilhões.

 A mudança de humor do mercado após a divulgação do Ibope levou os investidores a fazerem apostas na continuidade de alta de algumas ações negociadas na bolsa - e a Petrobras foi a que melhor capturou essa perspectiva. Os contratos de opção com maior movimento financeiro ontem foram de compra de ações preferenciais da petroleira que, juntos, tiveram um giro 40 vezes superior ao negociado no pregão anterior.

 Os seis contratos de Petrobras PN tinham giro financeiro de R$ 158,5 milhões, contra R$ 3,9 milhões negociados na véspera. Os contratos são todos opções de compra ("call") da Petrobras com vencimento em outubro. O maior volume financeiro era da opção de compra de Petrobras PN a R$ 21,92. Esse contrato operou em alta de 130% no dia. No segundo maior giro ficou o contrato de compra de Petrobras PN a R$ 22,92, que avançou 152%.

 A euforia do mercado não é um movimento excessivo, mas sim uma volta das apostas do investidor no Brasil e uma tentativa de antecipar o resultado do segundo turno das eleições, afirma Eric Hatisuka, gestor da Rosenberg Investimentos. Para ele, a pesquisa Ibope animou os investidores a saírem da "fila de espera" e o posicionamento tímido nos ativos deu lugar à leitura de que não dá para ficar para trás em caso de vitória da chapa de Bolsonaro.

 Ao mesmo tempo, porém, o gestor da Rosenberg nota uma chance de aumento da instabilidade nos próximos dias, já que as próximas pesquisas precisam confirmar os cenários que estão sendo precificados. "Os investidores estão tentando se posicionar para antecipar uma migração do Brasil para a resolução dos problemas, especialmente na frente fiscal. Se houver um abandono dessa retórica, especialmente depois do primeiro turno, então acredito num crescimento da volatilidade", diz o gestor.

 

 

 

04/10/2018 - ANABB 
 

Ruídos e busca por protagonismo devem marcar tramitação da Previdência no Senado
19/08/2019 - ANABB
Ibovespa perde os 100 mil pontos em mais um dia de temor com recessão
19/08/2019 - ANABB
A Inteligência Orçamentária e sua ação na sociedade brasileira
19/08/2019 - ANABB
Limitação de coberturas médicas: legal ou ilegal?
29/07/2019 - ANABB
A maioria das estatais é corrupta
08/07/2019 - ANABB
Previ/Coelho: venderemos participações e poderemos reaplicar em outras empresas
02/07/2019 - ANABB
Uma plataforma de gestão de saúde inteligente para os brasileiros que não possuem plano
02/07/2019 - ANABB
Indulto assinado por Temer beneficia condenados no mensalão
02/07/2019 - ANABB
Cadastro positivo vai contribuir para a redução do custo do dinheiro
11/06/2019 - ANABB
Receita Federal libera consulta ao 1º lote de restituição do Imposto de Renda
11/06/2019 - ANABB
Novas regras para planos - DIREITO GRITA
10/06/2019 - ANABB
Bancos falham em ressarcir poupador por planos econômicos, diz ONG de defesa do consumidor
31/05/2019 - ANABB
Sem regulação, crescem serviços de internação fora de hospitais
27/05/2019 - ANABB
Benefício Definido
24/05/2019 - ANABB
INSS convoca segurados para apresentação de documentos em agência
24/05/2019 - ANABB
Despesas com próteses, órteses e tecnologias assistivas poderão ser deduzidas do IR
23/05/2019 - ANABB
Pedidos de recurso e revisão do INSS passam a ser feitos por internet
14/05/2019 - ANABB
BB amplia oferta de fundos - DESTAQUES
08/05/2019 - ANABB
Conheça o novo fundo de previdência de uma das principais gestoras do país (conteudo-patrocinado)
30/04/2019 - ANABB
80% não receberam perdas com planos
24/04/2019 - ANABB
 
<<   <
>   >>    1675/1675 Registro