Quem Somos

Diretoria

Estatuto

Notícias

Dia a dia Afago

Seus Direitos

Cultura

Recordando o BB

Galeria de Fotos

Aniversariantes

Projetos

Associe-se

Convênios

Jornal da AFAGO

Fale Conosco

Página Principal

 
 
Nº de Visitas:
 

 
 
Restrição aos fundos 

 Os fundos de pensão terão os próximos 12 anos para vender os imóveis da carteira de investimentos ou criar fundos exclusivos para administrar esse patrimônio. Além disso, novos investimentos em prédios, terrenos ou empreendimentos semelhantes só poderão ser realizados por meio de fundos imobiliários, certificados de investimento imobiliário, ou cédulas de crédito imobiliário. A nova regra foi estabelecida por meio da resolução nº 4.661, do Conselho Monetário Nacional (CMN), que revogou a nº 3.972, de 2009.

 A nova norma determina que a participação das entidades fechadas de previdência complementar em investimentos imobiliários suba de 8% para 20%, já que serão permitidos outros tipos de aplicações indiretas em imóveis, por meio dos fundos ou títulos de dívida. A mudança leva em conta experiências de insucesso de fundos de pensão ou casos de irregularidades. A Previ, dos funcionários do Banco Brasil, acumulou prejuízos com o empreendimento na Costa do Sauípe (BA) e vendeu o complexo.

 O Postalis, dos empregados dos Correios, comprou terrenos e os revendeu com prejuízo. A Funcef, da Caixa Econômica Federal, tem imóveis encalhados na carteira, com alto custo administrativo, que estão desalugados e não conseguem ser revendidos.

 Outra mudança ocorreu nas regras para aplicação nos investimentos em Fundos de Investimento em Participação (FIP). A participação total dos ativos das fundações nessa classe de ativos encolheu de 20% para 15%. Além disso, as entidades fechadas de previdência complementar só poderão aplicar em FIPs classificados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) como Entidades para Investimento. Também será exigido que o gestor do fundo tenha uma participação mínima de 3% do investiment

 

21/05/2018 - CORREIO BRAZILIENSE - DF 
 

Fusão entre BRF e Minerva volta a ser cogitada
07/06/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
BB prevê arrecadar R$ 27 bilhões em leilão de 26 imóveis em SP
05/06/2018 - VALOR - ON LINE - SP
Resgate de cotas do fundo é liberado para todas as idades
05/06/2018 - METRO - MG
Restrição aos fundos
21/05/2018 - CORREIO BRAZILIENSE - DF
Gustavo Franco defende privatizar bancos públicos em programa do Novo
17/05/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
Fundos de pensão avaliam ação contra a Bradespar
09/05/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
Gueitiro Genso permanece na Previ até 2022
03/05/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
Cielo tem lucro líquido de R$ 1,007 bilhão no 1º trimestre (Economia & Mercados)
03/05/2018 - AGÊNCIA ESTADO
Presidente da BRF renuncia após 4 meses
25/04/2018 - O ESTADO DE S. PAULO - SP
Trapaças com aposentadorias
25/04/2018 - ANABB
UM NOVO IMPASSE NA BRF
18/04/2018 - ISTO É DINHEIRO
Quatro maiores bancos concentram 78,5% do crédito no país
18/04/2018 - JB - ON LINE - RJ
Fundos de pensão reduzem déficit em R$ 34,5 bi em 2017
18/04/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
Auditoria contra novas fraudes em fundos de pensão (Editorial)
11/04/2018 - O ESTADO DE S. PAULO - SP
O tesouro escondido dos bancos
11/04/2018 - ISTO É DINHEIRO
O alívio não chegou
04/04/2018 - VEJA
Justiça determina que Caixa e BB paguem abonos do PIS não sacados nos últimos 5 anos
04/04/2018 - INFO MONEY
ACORDO PREVI CESTA ALIMENTAÇÃO
22/03/2018 - ANABB
Solução a portas fechadas
13/03/2018 - ANABB
STJ adia julgamento da ação de correção do FGTS
12/03/2018 - ANABB
 
<<   <
>   >>    1607/1607 Registro