Quem Somos

Diretoria

Estatuto

Notícias

Dia a dia Afago

Seus Direitos

Cultura

Recordando o BB

Galeria de Fotos

Aniversariantes

Projetos

Associe-se

Convênios

Jornal da AFAGO

Fale Conosco

Página Principal

 
 
Nº de Visitas:
 

 
 
Cielo tem lucro líquido de R$ 1,007 bilhão no 1º trimestre (Economia & Mercados) 

 

A Cielo, controlada por Bradesco e Banco do Brasil, registrou lucro líquido pelo critério IFRS de R$ 1,007 bilhão no primeiro trimestre, cifra 0,5% maior que a vista um ano antes, de R$ 1,002 bilhão. Em relação ao último trimestre do ano passado, quando o valor foi de R$ 1,043 bilhão, foi vista queda de 3,4%, uma vez que o indicador sofre influência sazonal por conta das vendas de fim de ano.

 Com ajustes, o lucro líquido da Cielo totalizou R$ 932,0 milhões de janeiro a março, recuo de 7,0% ante idêntico intervalo do exercício anterior, quando o resultado ficou em R$ 1,002 bilhão. No comparativo trimestral, a queda foi de 10,6%. Em relatório que acompanha suas demonstrações financeiras, a Cielo informa que no primeiro trimestre registrou efeitos extraordinários no valor de R$ 75,1 milhões e que explicam a diferença de um lucro para o outro.

 O primeiro trimestre deu sinais de que a economia brasileira retomou a trajetória do crescimento, ainda que o caminho pela frente seja longo e repleto de desafios. O Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA) divulgado por nós confirma essa tendência de recuperação desde o segundo semestre do ano passado, embora com oscilações no ritmo de melhora , destaca a adquirente.

 O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Cielo alcançou R$ 1,243 bilhão nos três primeiros meses do ano, queda de 6,0% na comparação com o mesmo período de 2017, quando foi de R$ 1,322 bilhão. Em relação aos três meses anteriores, foi identificado declínio de 9,8%.

 Já a receita operacional líquida totalizou R$ 2,785 bilhões no primeiro trimestre, queda de 0,6% em 12 meses. Em um ano, a retração foi de 8,3%.

 A queda é, basicamente, explicada pelo aumento dos impostos sobre a receita decorrente da mudança do ISS e da contração registrada em nossa receita de aluguel, reflexo da queda vista em nosso parque de terminais, bem como pelo efeito de mix de clientes e fraca recuperação do mix de produtos , explica a Cielo.

 
 

03/05/2018 - AGÊNCIA ESTADO 
 

Mais dinheiro no bolso
12/02/2019 - ANABB
Para estes profissionais, sobram vagas no mercado
05/02/2019 - ANABB
Portabilidade entre planos de previdência cresceu 25% em 2018
29/01/2019 - ANABB
Bolsa se prepara para recorde de aberturas de capital em 12 anos
18/01/2019 - ANABB
A retomada dos IPOs
07/01/2019 - Isto é Dinheiro
Corte de cargos na agenda
03/01/2019 - CORREIO BRAZILIENSE - DF
Bancos públicos no Brasil: problema ou solução?
19/12/2018 - FOLHA - ON LINE
BC muda regra de compra no exterior com cartão
30/11/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
NO OLHO DA RUA
23/11/2018 - ÉPOCA
LUCRO DO BB CRESCE 11%
23/11/2018 - ISTO É DINHEIRO Editoria: DINHEIRO EM AÇÃO
Justiça/ POUPADORES A VER NAVIOS - A SEMANA
23/11/2018 - CARTA CAPITAL
Bolsonaro vai promover corte de cargos em bancos estatais
14/11/2018 - O ESTADO DE S. PAULO - SP
Dívida pública cresceu R$84 bi em setembro
05/11/2018 - ISTO É DINHEIRO
Cielo sob nova direção
05/11/2018 - ISTO É DINHEIRO
Campanha Natal Sem Fome 2018 é lançada neste domingo (4), em Cabedelo, PB
05/11/2018 - G1 - NACIONAL
JHSF paga R$ 450 milhões em dívida
25/10/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
Ibovespa mostra força e está a um passo de iniciar um novo ciclo de alta
25/10/2018 - INFO MONEY
Bancos defendem restrição de uso de dinheiro em espécie
18/10/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
Conhea os direitos das trabalhadoras diagnosticadas com cncer de mama (Contábeis)
04/10/2018
Estatal dispara e Ibovespa recupera os 81 mil pontos
04/10/2018 - ANABB
 
<<   <
>   >>    1646/1646 Registro