Quem Somos

Diretoria

Estatuto

Notícias

Dia a dia Afago

Seus Direitos

Cultura

Recordando o BB

Galeria de Fotos

Aniversariantes

Projetos

Associe-se

Convênios

Jornal da AFAGO

Fale Conosco

Página Principal

 
 
Nº de Visitas:
 

 
 
Cielo tem lucro líquido de R$ 1,007 bilhão no 1º trimestre (Economia & Mercados) 

 

A Cielo, controlada por Bradesco e Banco do Brasil, registrou lucro líquido pelo critério IFRS de R$ 1,007 bilhão no primeiro trimestre, cifra 0,5% maior que a vista um ano antes, de R$ 1,002 bilhão. Em relação ao último trimestre do ano passado, quando o valor foi de R$ 1,043 bilhão, foi vista queda de 3,4%, uma vez que o indicador sofre influência sazonal por conta das vendas de fim de ano.

 Com ajustes, o lucro líquido da Cielo totalizou R$ 932,0 milhões de janeiro a março, recuo de 7,0% ante idêntico intervalo do exercício anterior, quando o resultado ficou em R$ 1,002 bilhão. No comparativo trimestral, a queda foi de 10,6%. Em relatório que acompanha suas demonstrações financeiras, a Cielo informa que no primeiro trimestre registrou efeitos extraordinários no valor de R$ 75,1 milhões e que explicam a diferença de um lucro para o outro.

 O primeiro trimestre deu sinais de que a economia brasileira retomou a trajetória do crescimento, ainda que o caminho pela frente seja longo e repleto de desafios. O Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA) divulgado por nós confirma essa tendência de recuperação desde o segundo semestre do ano passado, embora com oscilações no ritmo de melhora , destaca a adquirente.

 O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Cielo alcançou R$ 1,243 bilhão nos três primeiros meses do ano, queda de 6,0% na comparação com o mesmo período de 2017, quando foi de R$ 1,322 bilhão. Em relação aos três meses anteriores, foi identificado declínio de 9,8%.

 Já a receita operacional líquida totalizou R$ 2,785 bilhões no primeiro trimestre, queda de 0,6% em 12 meses. Em um ano, a retração foi de 8,3%.

 A queda é, basicamente, explicada pelo aumento dos impostos sobre a receita decorrente da mudança do ISS e da contração registrada em nossa receita de aluguel, reflexo da queda vista em nosso parque de terminais, bem como pelo efeito de mix de clientes e fraca recuperação do mix de produtos , explica a Cielo.

 
 

03/05/2018 - AGÊNCIA ESTADO 
 

Restrição aos fundos
21/05/2018 - CORREIO BRAZILIENSE - DF
Gustavo Franco defende privatizar bancos públicos em programa do Novo
17/05/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
Fundos de pensão avaliam ação contra a Bradespar
09/05/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
Gueitiro Genso permanece na Previ até 2022
03/05/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
Cielo tem lucro líquido de R$ 1,007 bilhão no 1º trimestre (Economia & Mercados)
03/05/2018 - AGÊNCIA ESTADO
Presidente da BRF renuncia após 4 meses
25/04/2018 - O ESTADO DE S. PAULO - SP
Trapaças com aposentadorias
25/04/2018 - ANABB
UM NOVO IMPASSE NA BRF
18/04/2018 - ISTO É DINHEIRO
Quatro maiores bancos concentram 78,5% do crédito no país
18/04/2018 - JB - ON LINE - RJ
Fundos de pensão reduzem déficit em R$ 34,5 bi em 2017
18/04/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
Auditoria contra novas fraudes em fundos de pensão (Editorial)
11/04/2018 - O ESTADO DE S. PAULO - SP
O tesouro escondido dos bancos
11/04/2018 - ISTO É DINHEIRO
O alívio não chegou
04/04/2018 - VEJA
Justiça determina que Caixa e BB paguem abonos do PIS não sacados nos últimos 5 anos
04/04/2018 - INFO MONEY
ACORDO PREVI CESTA ALIMENTAÇÃO
22/03/2018 - ANABB
Solução a portas fechadas
13/03/2018 - ANABB
STJ adia julgamento da ação de correção do FGTS
12/03/2018 - ANABB
Banco do Brasil lança edital de concurso sem plano de saúde
12/03/2018 - ANABB
Clientes do Banco do Brasil poderão fazer transações pelo Facebook
23/02/2018 - ANABB
Lewandowski valida acordo sobre planos econômicos dos anos 80 e 90
16/02/2018 - ANABB
 
<<   <
>   >>    1604/1604 Registro