Quem Somos

Diretoria

Estatuto

Notícias

Dia a dia Afago

Seus Direitos

Cultura

Recordando o BB

Galeria de Fotos

Aniversariantes

Projetos

Associe-se

Convênios

Jornal da AFAGO

Fale Conosco

Página Principal

 
 
Nº de Visitas:
 

 
 
BB deixa varejo em países onde tem pouca escala 

 

Banco do Brasil vai encerrar o atendimento aos clientes de varejo em Portugal e na França. A instituição pretende manter apenas as operações com empresas e investidores institucionais, além dos clientes de altíssima renda, do segmento private. A decisão faz parte do plano do banco de deixar mercados em que possui pouca escala no varejo.

 

"Por questões de governança e rentabilidade ao acionista, vamos concentrar os esforços nas operações com pessoas jurídicas nesses países, especialmente as voltadas ao comércio exterior", diz Antônio Maurano, vice-presidente de negócios de atacado do BB. Ele afirma que o movimento é semelhante ao de instituições internacionais que deixaram de atuar no varejo no país.

 

O BB atua hoje em 23 países, incluindo Portugal e França. O plano do banco é manter o atendimento ao varejo na Ásia, onde o banco possui mais 100 mil contas, e nos Estados Unidos. "Fora disso, não faz sentido ter uma operação que não seja de private banking", diz Márcio Moral, diretor da área de atacado do BB.

 

O banco deixou de abrir novas contas, realizar operações de crédito e receber depósitos em Portugal desde o último dia 4 de setembro. A partir de 6 de novembro, todas as contas serão encerradas. A instituição fez um acordo com o Banco CTT para os atuais clientes do BB no país que desejarem abrir uma conta em condições especiais. O BB possui pouco menos de 8 mil correntistas em Portugal, além de agências, na capital Lisboa e na cidade do Porto, que também serão fechadas.

 

Também na linha de priorizar negócios mais rentáveis, o BB anunciou no fim do ano passado o plano de reduzir pela metade as operações de crédito no exterior e concentrar os negócios no país. A carteira de crédito externa da instituição encerrou o primeiro semestre em R$ 44,9 bilhões em junho, queda de 12,4% em relação ao mesmo período do ano passado. "Reduzimos bastante o apetite em operações diretas e optamos por fomentar o comércio exterior brasileiro e investimentos", diz Maurano.

 

Ainda dentro da estratégia internacional, o BB anunciou no ano passado a intenção de fazer uma oferta de ações do Banco Patagonia, instituição argentina da qual detém o controle. O banco também recebeu propostas de compra pela participação, mas as negociações não avançaram. "O Banco Patagonia é uma instituição financeira que apresenta resultados excelentes e o Banco do Brasil não tem intenção de se desfazer do negócio a qualquer preço", informou o BB, em nota.

 

 

 

13/09/2017 - VALOR ECONÔMICO -SP 
 

José Maurício Coelho é o novo presidente da Previ
16/07/2018 - PREVI
Manifestação pública da ANABB sobre a Cassi
09/07/2018 - ANABB
Lei Eleitoral restringe atos do poder público a partir de hoje
09/07/2018 - VALOR - ON LINE - SP
PL que concede isenção de IR aos idosos é aprovado em Comissão na Câmara
25/06/2018 - ANABB
Fusão entre BRF e Minerva volta a ser cogitada
07/06/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
BB prevê arrecadar R$ 27 bilhões em leilão de 26 imóveis em SP
05/06/2018 - VALOR - ON LINE - SP
Resgate de cotas do fundo é liberado para todas as idades
05/06/2018 - METRO - MG
Restrição aos fundos
21/05/2018 - CORREIO BRAZILIENSE - DF
Gustavo Franco defende privatizar bancos públicos em programa do Novo
17/05/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
Fundos de pensão avaliam ação contra a Bradespar
09/05/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
Gueitiro Genso permanece na Previ até 2022
03/05/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
Cielo tem lucro líquido de R$ 1,007 bilhão no 1º trimestre (Economia & Mercados)
03/05/2018 - AGÊNCIA ESTADO
Presidente da BRF renuncia após 4 meses
25/04/2018 - O ESTADO DE S. PAULO - SP
Trapaças com aposentadorias
25/04/2018 - ANABB
UM NOVO IMPASSE NA BRF
18/04/2018 - ISTO É DINHEIRO
Quatro maiores bancos concentram 78,5% do crédito no país
18/04/2018 - JB - ON LINE - RJ
Fundos de pensão reduzem déficit em R$ 34,5 bi em 2017
18/04/2018 - VALOR ECONÔMICO -SP
Auditoria contra novas fraudes em fundos de pensão (Editorial)
11/04/2018 - O ESTADO DE S. PAULO - SP
O tesouro escondido dos bancos
11/04/2018 - ISTO É DINHEIRO
O alívio não chegou
04/04/2018 - VEJA
 
<<   <
>   >>    1611/1611 Registro